domingo, 29 de dezembro de 2013

Até o ano que vem! ;

Bom dia.

2013 está acabando, amigos. Neste ano a ~blogosfera~ esteve bem devagar. Alguns anunciaram fechamento de blog, outros já não postam com tanta constância, incluindo eu. E não adiantam promessas, porque esse negócio não funciona aqui. Principalmente se é um hobby, que demanda do seu tempo livre e do seu espírito. E olha só o espírito maluco da procrastinação me fazendo enrolar aqui.

Neste ano tive, como muitos dos meus amigos, nada menos que TRÊS períodos letivos na faculdade. Tudo po conta daquela greve de professores que rolou ano passado (agora não consigo me recordar com certeza, mas foi por todo o Brasil, correto?). Embora eu sempre consiga descolar um tempo livre para mim enquanto procrastino algumas coisas, ele era aplicado de formas variadas como filmes (bem no começo do ano, porque depois parei brutalmente), seriados, o que incluía Arrested Development (o qual pretendo retomar agora) e o glorioso Breaking Bad, que comecei neste ano pelo Netflix (que é um ótimo serviço, mas parei de pagar por não usar por alguns meses seguidos) e terminei assistindo os últimos episódios ao vivo por livestreaming, já que era contagiante. E obviamente gastava meu tempo livre com o glorioso dotinha com os amigos, porque mesmo na raiva da derrota é bacana jogar.

Trabalhei arduamente neste ano. Não um emprego formal, nem estágio, mas trabalhei com pesquisa. Às vezes ficava dias sem ter nada para trabalhar, quando de repente um tsunami de dados precisava ser coletado e jogado em zilhões de planilhas. Nunca deixei de ter minhas noites de sono por isso, mas em alguns momentos, meus caros, o desespero era grande (principalmente quando você não achava os dados facilmente). E aí eu participei de outro grupo de pesquisa também, que acabou não dando muitos frutos, exceto por boas discussões e algum conhecimento adquirido, e algum network (porque isso é sempre interessante).

Não estudei quanto devia, mas fui às aulas como sempre e aprendi alguma coisa ao menos, e me orgulhei de um dos trabalhos que fiz porque, mesmo pequeno, era um trabalho de opinião e nossa, como é maneiro ver sua opinião escrita e fundamentada direitinho!

Acho que uma das coisas mais satisfatórias que fiz em 2013 foi trabalhar, em parte (porque eu estava mais atrelado à pesquisa), com algo que tenho vontade desde, sei lá, 2006 ou 2007. Noutro dia mesmo (ontem) falava com um amigo sobre aquele "interesse" repentino em alguma matéria, como o dele por matemática na quarta série. No meu caso, aquele tinha sido o ápice. Nunca me interessei muito por outra coisa, embora sempre gostasse (e até hoje gosto) de aprender coisas novas. Até que então eu comecei a curtir as aulas de geografia política, e, embora nunca tenha estudado isso a fundo, nunca me desapontei com a matéria. E felizmente neste ano pude trabalhar com isso, de forma mais ou menos direta. Embora cansativa (a pesquisa), é legal pensar no fruto futuro do trabalho, que se tudo der certo, será publicado entre 2014/2015 e mostrarei com muito orgulho a todos.

Eu já nem sei mais o que eu queria escrever aqui, ou o que mais comentar. Foi um ano longo, mas divertido. Fiz mais amizades, saí pra lugares diferentes, viajei com amigos e queimei o peito do pé num dia nublado. Não tenho uma escala de "melhores anos da minha vida", mas 2013 foi um ano bom. Poderia ser melhor, sempre pode, mas fiquei satisfeito (embora TRÊS PERÍODOS) com trabalho, experiências, estudo, amizades, e até viagens, que pouco fazia e espero fazer mais. No entanto, foi um dos anos que mais me estressei. E por motivos, hmm, não tão convencionais. Mas agora as coisas estão diluindo, e passando a funcionar normalmente. E ganhei ótimos presentes! Obrigado aos amigos : )

Só o que espero de 2014 é que possa trabalhar mais, juntar mais dinheiro, viajar mais, conhecer mais gente nova, me estressar menos, conseguir finalmente fazer minha tattoo, e aprender coisas novas, mesmo que elas não sejam muito úteis. Obrigado aos amigos (os que leram até aqui, e os que não leram também) pela companhia neste ano, e espero que 2014 seja ainda mais proveitoso!



Um abraço e até 2014!

Um comentário:

  1. Aproveitando o assunto, a quem interessar, um teste para identificar seu tipo de procrastinador:

    http://www.playbuzz.com/sidartal10/que-tipo-de-procrastinador-voc

    É baseado no livro de uma psicóloga chamada Linda Sapadin (“It’s About Time!: The Six Styles of Procrastination and How to Overcome Them”, Penguin Books, 1997).

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...